Livro de Teoria e Exercícios com Gabarito de Matemática

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Biografia de Carlos Drummond de Andrade

Conheça a biografia de Carlos Drummond de Andrade, as suas obras, vida, trabalhos realizados, suas características e muito mais!

 

Muitos dos enunciados nas provas do Enem mostram a importância que alguns autores brasileiros tiveram durante os séculos.

A esses nomes da Literatura Brasileira se destaca o grande e maior poeta do país, Carlos Drummond de Andrade.

Você já deve ter notado que ele, geralmente, está bem presente nas provas Enem em quase todos os anos.

Sendo assim, é fundamental que você conheça um pouco sobre seu estilo e em que época se tornou uma influência.

Algo que se faz bem interessante no exame ENEM e que vale a pena salientar é que os autores modernistas sempre se fazem presente.

Então, nada mais certo que estudá-los profundamente e saber um pouco de sua história de vida.

Desse modo, você conseguirá entender como viviam o povo dessa época e como foi desenvolvido a atual que vivemos hoje. Então, veja abaixo!

Veja também…

Biografia de Carlos Drummond de Andrade

Carlos Drummond de Andrade, (nascido em 31 de outubro de 1902, Itabira, Brasil/ morreu em 17 de agosto de 1987, Rio de Janeiro).

O filho dos latifundiários, o qual trabalhou como jornalista antes de ganhar (1925) um diploma em farmacologia.

Ele foi poeta, jornalista, autor de crônicas (a ficção curta-ensaio gênero amplamente cultivada no Brasil).

Desenvolveu-se como crítico literário, sendo considerado um dos poetas mais talentosos do Brasil moderno.

 

Também se tornou uma grande influência em meados do século XX na poesia brasileira.

Seus experimentos com forma poética (incluindo o fundamento do que se desenvolveu mais tarde em poesia concreta) ficou marcado por Drummond.

E também o seu tratamento freqüentemente irônico de temas realistas.

Assim, os escritos de Drummond refletiram a sua preocupação com a situação do homem moderno, especialmente o homem urbano brasileiro, em sua luta pela liberdade e dignidade.

Depois de receber o seu diploma em farmácia (1925), Andrade retornou para a poesia.

Com isso, se juntou ao novo grupo de modernistas brasileiros que apresentavam linguagem coloquial e sintaxe não convencional em suas formas de verso livre.

Ajudou a fundar a revista literária cujo nome se chamou “A revista” em 1925.

A primeira de suas numerosas coleções de poesia foi “Alguma poesia”, em 1930 (exibiu muitas características do modernismo brasileiro).

Desse modo, demonstrou tanto a sua afinidade com o movimento modernista como a sua própria personalidade forte poética.

Andrade expressou as frustrações dos imigrantes rurais aos centros urbanos anônimos e esmagadores.

E também em relação aos moradores da cidade de classe média entediados, presos em rotinas sem sentido.

 

Suas crônicas revelam uma preocupação especial para as crianças e os pobres urbanos.

No momento da sua aposentadoria (carreira de serviço do governo em 1962), Andrade foi diretor da seção histórica do Serviço Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico do Brasil.

Ele foi o autor de aproximadamente 15 volumes de poesia e meia dúzia de coleções de crônicas.

Seu poema único mais conhecido é talvez “José” (publicado em 1942 em Poesias), que retrata o tédio de um morador de apartamentos urbanos.

Escritos estrangeiros

É bom salientar que Andrade também escreveu ensaios e traduções premiadas de escritores europeus.

Mas também teve traduções em inglês de seu trabalho que foram publicadas em Traveling in the Family: Selected Poems (1986, ed. By T. Colchie e M. Strand) e Multitudinous Heart (2015, tr. Por R. Zenith).

Em uma revisão do New York Times, Dwight Garner escreve que Andrade “é amplamente considerado o maior poeta da História do Brasil”.

Garner continua descrevendo Andrade como “um poeta sofisticado e cerebral” que fala em muitos de seus registros escritos, cujas características se descrevem como:

  • Melancólico e irônico, sentimental e autodepreciativo, remoto e infantil.

Resumo da Biografia de Carlos Drummond de Andrade

  • Poeta, cronista e jornalista brasileiro
  • Nasceu no dia 31 de outubro de 1902, em Itabira, Brasil
  • Faleceu no dia 17 de agosto de 1987 (84 anos), no Rio de Janeiro, Brasil
  • Seus principais trabalhos notáveis: 1) José; 2) Alguma Poesia e 3) Poesias
  • Diplomou-se em Farmácia
  • Foi redator e redator-chefe do Diário de Minas (desenvolveu a campanha do movimento modernista no Estado de Minas Gerais em 1925
  • Teve obras adaptadas para o cinema
  • Foi Diretor do Departamento Nacional de Educação, presidente da Comissão de Eficiência e da Comissão de Segurança do Ministério da Educação, chefe da seção de História do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional
  • Sua poesia dramatiza de forma original e complexa a oposição e a contradição entre a revolução político-social. Também retrata o gosto pelos valores tradicionais.

Principais Obras de Drummond

  • Obra Completa, em 1979 – Aguilar, Rio de Janeiro
  • Carmina Drummondiana (poesia), em 1982 (português e latim) – Salamandra, Rio de Janeiro
  • Nova Reunião (poesia), em 1983 – J. Olympio, Rio de Janeiro
  • Corpo (poesia), em 1984 – Record, Rio de Janeiro
  • Amar se aprende amando (poesia), em 1985 – Record, Rio de Janeiro
  • Crônicas 1930-1934, 1987 – Secretaria do Estado de Cultura de Minas Gerais, BH
  • Poemas eróticos de Carlos Drummond de Andrade, em 1987 – Ática, São Paulo
  • Poesia Errante, em 1988 – Record, Rio de Janeiro
  • O Amor Natural (poesia), em 1988 – Record, Rio de Janeiro
  • Arte em Exposição (poema sobre obras de arte), em 1990 – Record/Salamandra, Rio de Janeiro
  • Farewell (poesia), em 1996 – Record, Rio de Janeiro
  • Vó caiu na piscina, em 1997 – Record, Rio de Janeiro
  • A senha do mundo, em 1997 – Record, Rio de Janeiro
  • As palavras que ninguém diz (crônica), em 1997 – Record, Rio de Janeiro

Agora que você descobriu a respeito da biografia de Carlos Drummond de Andrade, o que mais lhe chamou atenção desse poeta? Comente abaixo algo sobre ele e suas obras.

Caso queira contribuir para que esse artigo ajude outras pessoas a conhecerem esse ilustre poeta, então, compartilhe!

960x171-anuncio-blog-genio
Loading Facebook Comments ...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.