468×60

Livro de Teoria e Exercícios com Gabarito de Matemática

Aulas de Português Português Sem categoria

Tudo Sobre Verbos [VÍDEOS]

Veja aqui nesse artigo como conjugar verbos. Aprenda tudo sobre verbos com a teoria  escrita e com as vídeo aulas que ajudam muito na memorização. No final pratique com exercícios que disponibilizamos.

Vídeo Aulas – Tudo sobre Verbos

(Aula 01) VÍDEO – Passado
(Aula 02) VÍDEO – Formação do Imperativo
(Aula 03) VÍDEO – Modo Indicativo e Subjuntivo
(Aula 04) VÍDEO – Futuro do Subjuntivo
(Aula 05) VÍDEO – Verbos Abundantes
(Aula 06) VÍDEO – Verbos Especiais do Presente do Indicativo
(Aula 07) VÍDEO – Combinação dos Tempos Verbais

MODO INDICATIVO (fato certo, positivo)

Presente Pretérito Imperfeito Pretérito Perfeito
              Cant o             cant ava             cant ei
              Cant as             cant avas             cant aste
              Cant a             cant ava             cant ou
              Cant amos             cant ávamos             cant amos
              Cant ais             cant áveis             cant astes

              Cant am

           cant avam

            cant aram

Pretérito mais-que-perfeito Futuro do Presente Futuro do pretérito
            cant ara             cant arei             cant aria
            cant aras             cant arás             cant arias
            cant ara             cant ará             cant aria
            cant áramos             cant aremos             cant aríamos
            cant áreis             cant areis             cant aríeis
            cant aram             cant arão             cant ariam

Tudo Sobre Verbos

MODO SUBJUNTIVO (fato possível, duvidoso)

Presente Pretérito Imperfeito Futuro
              Cant e             Cant asse             cant ar
              Cant es             Cant asses             cant ares
              Cant e             Cant asse             cant ar
              Cant emos             Cant ássemos             cant armos
              Cant eis             Cant asseis             cant ardes
              Cant em             Cant assem             cant arem

Tudo Sobre Verbos

MODO IMPERATIVO

(exprime ordem, conselho, pedido)

O modo imperativo se forma do presente do subjuntivo, com exceção das pessoas tu e vós, do afirmativo, que se formam do presente do indicativo, menos o s final.

Afirmativo           Negativo

Canta tu                            Não cantes tu

Cante você                       Não cante você

Cantemos nós                 Não cantemos nós

Cantai vós                        Não canteis vós

Cantem vocês                  Não cantem vocês

Tudo Sobre Verbos

Observação importante:  Na linguagem culta, é preciso haver uniformidade de tratamento, isto é, não podemos começar uma frase com uma pessoa e mudar para outra, como frequentemente ocorre na linguagem coloquial. Veja esta questão:

Não ________ nada, não te ____________, ________ o tempo passar.

(A) digas – comprometas – deixa

(B) diga – compromete – deixa

(C) digas – comprometas – deixe

(D) diz – comprometas – deixa –

(E) diga – comprometa – deixe

A resposta correta é a alternativa A. Na frase proposta, aparece o pronome te.  Portanto, todas as formas verbais precisam estar na pessoa tu.

Veja este outro teste:

Não ___________ ; _____________ tentando.

(A) desiste – continua

(B) desiste – continue

(C) desistas – continue

(D) desista – continua

(E) desista – continue

A resposta correta é a alternativa E. Nesse teste, não há indicação de pessoa; por isso, poderíamos utilizar qualquer uma delas. O importante, aqui, é que as formas verbais estejam corretas e estejam ambas na mesma pessoa. Nas duas primeiras alternativas, a forma desiste está incorreta, porque se trata de imperativo negativo. Nas alternativas C e D, as formas verbais não estão na mesma pessoa

Tudo Sobre Verbos

FORMAS NOMINAIS DO VERBO

O infinitivo, o particípio e o gerúndio são chamados de formas nominais do verbo, porque frequentemente exercem funções de nomes. O infinitivo, às vezes, se comporta como um substantivo: o cantar dos pássaros alegrava a floresta; fumar faz mal à saúde. Em ambas as frases o infinitivo exerce função de substantivo (sujeito).

O particípio frequentemente atua como um adjetivo, até mesmo flexionando-se em gênero: o rapaz estava cansado, a garota estava cansada. O gerúndio também exerce, às vezes, função de adjetivo. Na frase vi crianças brincando, o gerúndio atua como um adjetivo, exprimindo um estado das crianças. Poderíamos substituí-lo por uma oração adjetiva: vi crianças que brincavam. Emprego das formas nominais do verbo

  1. Infinitivo

O infinitivo é o nome do verbo. Quando usado de modo impessoal, exerce geralmente funções de substantivo: “Esta vida é um punhal com dois gumes fatais: Não amar é sofrer; amar é sofrer mais!” (Menotti del Picchia)

O verbo sofrer, em ambas as orações, exerce a função de predicativo; O verbo amar, na segunda incidência, exerce a função de sujeito.

Quando representa uma pessoa do discurso, o infinitivo pode ser flexionado ou não:

“Todos nós havemos de morrer; basta estarmos vivos.” (Machado de Assis)

O infinitivo pode aparecer em locuções verbais: Preciso chegar cedo.

Ou, isolado, em orações subordinadas substantivas, adjetivas e adverbiais:

O botânico afirmava não existirem tais plantas na região. Vi muitos pássaros a voar por sobre as árvores. Trabalha muito para sustentar a família.

  1. Gerúndio

O gerúndio aparece em locuções verbais: Os fatos vinham se repetindo com muita frequência. Ou, isolado, em orações subordinadas adjetivas ou adverbiais:

Vi crianças correndo no quintal. (que corriam no quintal) Estudando bastante, serás aprovado. (Se estudares bastante)

Alguns escritores obtêm efeitos surpreendentes com sequência de verbos no gerúndio:

“Se algum topasse com inimigos, por má-sorte, antes, ele que escorresse como pudesse, ou dependesse na faca: atirar com arma é que não podendo. Sendo que podendo, mas só depois do Hermógenes. (Guimarães Rosa)

“A disciplina militar prestante Não se aprende, Senhor, na fantasia, Sonhando, imaginando ou estudando, Senão vendo, tratando e pelejando.”  (Camões)

  1. Particípio

O particípio aparece em formas verbais compostas:

Quando chegamos, a garota já tinha conquistado a plateia.

Ou, isolado, em orações subordinadas adjetivas ou adverbiais:

O rapaz, perdido na mata, entrou em desespero. Terminado o jogo, começou uma briga nas arquibancadas.

Tudo Sobre Verbos

CONSIDERAÇÕES SOBRE OS MODOS INDICATIVO E SUBJUNTIVO

Observe este teste:

“Pensei que ela me amasse”, disse o velhinho. “Não achei que estivesse interessada na minha fortuna”.

Todos os verbos abaixo podem substituir o verbo achei, sem provocar outra alteração na frase, à exceção de:

(A) supus.

(B) presumi.

(C) imaginei.

(D) suspeitei.

(E) vi.

A resposta é a letra E. Observe que o verbo estivesse está conjugado no pretérito imperfeito do modo subjuntivo, porque o verbo achei exprime incerteza, e o modo subjuntivo é usado para indicar INCERTEZA. Os quatro primeiros verbos propostos na questão também exprimem incerteza. O verbo vi, no entanto, indica um fato certo, positivo; por isso nos obrigaria a substituir o verbo estivesse por estava, isto é, a usar o modo indicativo, que é o modo que usamos para indicar CERTEZA.

Tudo Sobre Verbos

CONSIDERAÇÕES SOBRE OS TEMPOS VERBAIS

  1. O presente do indicativo pode enunciar várias situações:
  1. Um fato que está ocorrendo: estou preocupado.
  2. Um fato habitual: vou a festas, namoro, curto meus amigos.
  3. Fatos permanentes: os rios sempre correm para o mar.

O presente do indicativo de alguns verbos, principalmente na linguagem coloquial, pode indicar um fato passado ou futuro: Acabo de lhe dizer tudo o que sei. Se você insistir, eu acabo brigando. Se não aceitares o parcelamento do preço, ele não fecha o negócio. Na primeira incidência, o verbo acaba equivale a acabei; na segunda, a acabarei. Já o verbo fecha equivale a fechará. Observe a conjugação, no presente do indicativo, de alguns verbos:

Vir Mobiliar Caber Valer Medir Aguar
Eu venho Mobílio   Caibo   Valho   Meço   Águo
Tu vens Mobílias   Cabes   Vales   Medes   Águas
Ele vem Mobília   Cabe   Vale   Mede   Águo
Nós vimos Mobiliamos   Cabemos   Valemos   Medimos   Aguamos
Vós vindes Mobiliais   Cabeis   Valeis   Medis   Aguais
Eles vêm Mobíliam   Cabem   Valem   Medem   Águam

Observação:  O verbo enxaguar conjuga-se como aguar, com o mesmo acento gráfico.

  1. O pretérito imperfeito do indicativo é o tempo da va-ia, porque, nesse tempo, os verbos da primeira conjugação terminam por va (andava, falava, sonhava) e os verbos da segunda e da terceira terminam por ia (escrevia, suspendia, fazia). Esse tempo expõe ações ou estados continuados:

Quando eu era criança, levantava cedo, andava de bicicleta por essas ruas, jogava bola naquela praça.

  1. O pretérito perfeito do indicativo exprime ações que ocorreram no passado:

Quando ele contou a história, lembrei-me da garota e senti saudade. Observe a conjugação de alguns verbos no pretérito perfeito:

Crer Ir/ser Saber Requerer Prover
 Eu cri       Fui     Soube  Requeri    Provi
 Tu creste       Foste     Soubeste  Requereste    Proveste
 Ele creu       Foi     Soube  Requereu    Proveu
 Nós cremos       Fomos     Soubemos  Requeremos    Provemos
 Vós crestes       Fostes     Soubestes  Requerestes    Provestes
 Eles creram       Foram     Souberam  Requereram    Proveram

Observações:  O verbo crer é regular, isto é, segue o modelo da segunda conjugação, como, por exemplo, os verbos ler, escrever, etc. Os verbos requerer e prover constituem-se em exceções, porquanto não seguem a conjugação dos verbos de que derivam (querer e ver). Os verbos ir e ser, no pretérito perfeito, são idênticos. Só o sentido da frase vai indicar de qual deles se trata.

  1. O pretérito mais-que-perfeito indica uma ação passada anterior a outra ação também passada:

Quando os aviões chegaram, era tarde: o submarino submergira. (ou tinha submergido) Ontem à tarde, quando cheguei à estação, o trem partira. (ou tinha partido)

Observações:

  1. As formas tinha submergido e tinha partido, equivalentes a submergira e partira, respectivamente, correspondem ao pretérito mais-que-perfeito composto, mais usado na linguagem coloquial:

b. As ações de submergir e partir são anteriores à ação de chegar. Se, na segunda frase, substituíssemos partira por partiu, entenderíamos que as ações de chegar e partir são simultâneas.

    Observe este teste:  

Ao anoitecer, quando a missão de salvamento chegou, já era tarde: o náufrago ___________ devorado por tubarões, que eram muito numerosos nas proximidades da ilha, e frequentemente ____________ pescadores e  surfistas.

(A) foi – atacavam

(B) foi – atacam

(C) fora – atacaram

(D) tinha sido – atacaram

(E) fora – atacavam

A resposta correta é a alternativa E. O primeiro verbo deve ser conjugado no pretérito mais-que-perfeito, porque esse é o tempo que se usa para expressar uma ação passada anterior a outra ação também passada (a ação expressa pelo verbo fora ocorre antes de a missão de salvamento chegar). Também estaria correta a forma equivalente apresentada na alternativa D (tinha sido), que é o pretérito mais-que-perfeito composto. O segundo verbo deve ser conjugado no pretérito imperfeito, porque esse tempo indica ações continuadas.  

  1. O futuro do presente indica um fato futuro e é pouco empregado no cotidiano. Normalmente não dizemos eu levantarei cedo, irei à festa, sairei com os amigos, mas eu vou levantar, vou ir, vou sair, etc.
  2. O futuro do pretérito era, antigamente, chamado de modo condicional, porque geralmente indica condicionalidade: eu cantaria (se tivesse boa voz), eu compraria aquele carro (se tivesse dinheiro).
  3. O presente do subjuntivo deriva da pessoa eu do presente do indicativo. É fácil conjugá-lo se usarmos expressões subordinantes como é possível que, tomara que eu consiga, eu possa, eu valha, etc.
  4. O pretérito imperfeito do subjuntivo, na pessoa eu, sempre termina por sse: se eu pudesse, tivesse, fosse, encontrasse, etc.
  5. O futuro do subjuntivo geralmente exprime ideia de tempo ou condição: se (ou quando) eu for aprovado, fizer a prova, tiver uma boa ideia, encontrar a garota, etc.

Tudo Sobre Verbos

    DIFICULDADES DA CONJUGAÇÃO VERBAL  

  1. A pessoa tu, do pretérito perfeito.

Não existe s final nessa pessoa: tu foste, tu fizeste, tu soubeste, etc.

  1. O futuro do subjuntivo dos verbos irregulares.

  Esse é um dos tempos mais difíceis. Para não se enganar, conjugue o verbo no pretérito perfeito do indicativo. Apanhe a pessoa eles e retire as duas últimas letras. O que sobrar será a pessoa eu do futuro do subjuntivo. Isso vale para todos os verbos da língua portuguesa.  

Exemplo:     

Eu tive

Tu tiveste

Ele teve

Nós tivemos

Vós tivestes

Eles tiveram  __________ Quando eu tiver (fut. do subj.)  

Tudo Sobre Verbos

  1. Os verbos terminados em “iar”.

  Existem, em nossa língua, mais de cem  verbos terminados em iar. Quase todos são regulares (eu avalio, eu anestesio, eu silencio, eu anuncio, eu envio, eu concilio, eu indicio, eu premio, eu denuncio, eu negocio, etc.), porém cinco deles não seguem esse modelo: Mediar, Ansiar, Remediar, Incendiar e Odiar. Com as letras iniciais, formamos a turma do MÁRIO. Esses verbos, no presente do indicativo, se conjugam assim: eu medeio, eu anseio, eu remedeio, eu incendeio, eu odeio. Também segue esse paradigma o derivado intermediar (eu intermedeio).

  1. A conjugação dos verbos derivados.

  Uma dificuldade que se percebe na linguagem cotidiana, em quase todas as pessoas, até mesmo naquelas de bom nível cultural, é a conjugação de verbos derivados. Ele interviu ou ele interveio? Eles se desaviram ou eles se desavieram? As crianças se entreteram ou se entretiveram? Essa dificuldade pode ser facilmente resolvida. Com apenas duas exceções (requerer e prover), os verbos derivados seguem a conjugação dos primitivos. Então, na dúvida, basta conjugar o verbo primitivo e, depois, acrescentar o prefixo:

Eu vim – eu intervim

Tu vieste – tu intervieste

Ele veio – ele interveio  

Outro exemplo:

Eu tive –          eu me entretive

Tu tiveste –     tu te entretiveste

Eles tiveram – eles se entretiveram  

Tudo Sobre Verbos

Complete as frases com os verbos entre parênteses:  

  1. Ele _____________ na discussão. Eu não ___________ . (intervir – pretérito perfeito)
  2. Se eles __________________ a decisão, não haverá acordo. (manter)
  3. As crianças se ______________ com os brinquedos. (entreter-se – pretérito perfeito)
  4. Se a proposta me _______________ , faremos o acordo. (convir)
  5. Quando eles __________________ o acordo, serão aplaudidos. (propor)
  6. Se eu ________________ de tempo, irei visitá-lo. (dispor)
  7. Se eles _______________ as condições, serão contratados. (satisfazer)
  8. Ainda bem que tu ________________ a tempo. (intervir – pretérito perfeito)
  9. O noivos se __________________ ontem à tarde. (desavir-se)
  10. Quando eles _____________ os cálculos, verão que tudo está em ordem. (refazer)
  11. Se eles _______________ os cálculos, veriam que tudo está em ordem. (refazer)
  12. Se não te _________________, assinaremos o acordo. (opor)
  13. Se não te _________________, assinaríamos o acordo. (opor)
  14. Se ela ______________ essas condições, teremos de aceitá-las. (impor)
  15. Se ela _______________ essas condições, teríamos de aceitá-las. (impor)
  16. Se ________________ a coragem, vencerás a luta. (manter)
  17. Se __________________ a coragem, vencerias a luta. (manter)
  18. Quando ele ________________ o recurso, proporemos uma indenização. (interpor)
  19. Se ele ___________________ o recurso, proporíamos uma indenização. (interpor)
  20. Finalmente elas ___________________ suas razões. (expor)

Respostas: 1. interveio, intervim; 2. mantiverem; 3. entretiveram; 4. convier; 5. propuserem; 6. dispuser; 7. satisfizerem; 8. intervieste; 9. desavieram; 10. refizerem. 11. refizessem; 12. opuseres; 13. opusesses; 14. impuser; 15. impusesse; 16. mantiveres; 17. mantivesses; 18. interpuser; 19. interpusesse; 20. expuseram.

Observe bem:   Nas frases 10 e 11, 12 e 13, 14 e 15, 16 e 17, 18 e 19, temos a combinação clássica do futuro do indicativo com o futuro do subjuntivo e do futuro do pretérito com o pretérito imperfeito do subjuntivo. Essas correlações (e outras) são frequentemente propostas em provas de concursos ou vestibulares.

Procure memorizar bem:   Se me convidarem, eu irei – se me convidassem, eu iria. Se eu puder, irei  – se eu pudesse, iria. Se eu conseguir o empréstimo comprarei o carro – se eu conseguisse o empréstimo, compraria o carro.

Tudo Sobre Verbos

VERBOS ABUNDANTES

  Verbos abundantes são aqueles que possuem dois particípios:

Completar – completado e completo Acender – acendido e aceso Submergir – submergido e submerso Suspender – suspendido e suspenso

A tendência é que o particípio regular (que termina por do) se empregue com os auxiliares ter e haver, e o segundo particípio (que é chamado de irregular ou sintético) se empregue com os auxiliares ser, estar, ficar:   Ele havia completado o trabalho  –  o trabalho estava completo. O submarino tinha submergido – o submarino estava submerso. Eles haviam acendido o fogo – o fogo estava aceso (ou ficou aceso). Os juízes têm suspendido os jogos quando ocorrem tumultos – os jogos têm sido (ou ficado) suspensos quando ocorrem tumultos.

Alguns verbos com duplo particípio  

Aceitar Aceitado Aceito
Acender Acendido Aceso
Anexar Anexado Anexo
Benzer Benzido Bento
Dispersar Dispersado Disperso
Entregar Entregado Entregue
Eleger Elegido Eleito
Emergir Emergido Emerso
Expelir Expelido Expulso
Expressar Expressado Expresso
Exprimir Exprimido Expresso
Extinguir Extinguido Extinto
Limpar Limpado Limpo
Matar Matado Morto
Morrer Morrido Morto
Prender Prendido Preso
Romper Rompido Roto
Salvar Salvado Salvo
Soltar Soltado Solto
Surpreender Surpreendido Surpreso
Suspender Suspendido Suspenso

    Observações:  

Tudo Sobre Verbos

  1. Alguns verbos só possuem o particípio irregular:

  Abrir – aberto

Cobrir – coberto

Dizer – dito

Escrever – escrito

Fazer – feito

Pôr – posto

Ver – visto

Vir – vindo

  1. Os derivados desses verbos (reabrir, descobrir, predizer, transcrever, satisfazer, propor, rever, advir e muitos outros) também só possuem o particípio irregular.
  2. Com os verbos ganhar, gastar e pagar, é preferível usar os particípios irregulares: ganho, gasto e pago.

Tudo Sobre Verbos

VERBOS DEFECTIVOS   Verbos defectivos são aqueles que não possuem conjugação completa. Podem ser classificados em dois grupos principais:

Grupo 1 – Verbos que não possuem a pessoa eu do presente do indicativo. Os mais usados são abolir, colorir, delinquir, demolir, retorquir, usucapir, etc. Esses verbos também não se conjugam no presente do subjuntivo (que deriva da pessoa eu do presente do indicativo) e nas formas do imperativo que provêm do presente do subjuntivo: você, nós, vocês, do afirmativo e todas as pessoas do negativo. O imperativo do verbo colorir, por exemplo, se reduz a apenas duas pessoas: colore tu e colori vós.  

Grupo 2 – Verbos que só se conjugam nas formas arrizotônicas, isto é, aquelas em que a sílaba tônica não está na raiz. Os exemplos que mais aparecem nas gramáticas convencionais são adequar, falir e precaver-se. Veja o presente do indicativo desses verbos:

Eu ______________         Eu  _________     Eu ____________

Tu ______________         Tu __________     Tu ____________

Ele ______________         Ele _________     Ele____________

Nós nos precavemos         Nós falimos           Nós adequamos

Vós vos precaveis              Vós falis                Vós adequais

Eles _____________         Eles _________    Eles ___________

Esses verbos não possuem o presente do subjuntivo e, do imperativo, só possuem a pessoa vós, do afirmativo.       Observações:  

  1. Divergindo da maioria dos gramáticos, o professor Adalberto Kaspary entende que o verbo adequar pode ser conjugado em todas as pessoas, a exemplo do que ocorre com os verbos recuar, acuar, obliquar, etc. Seus argumentos são muito convincentes.
  2. O verbo reaver, derivado de haver, só se conjuga nas formas em que o verbo haver possui a letra v. No presente do indicativo, por exemplo, o verbo haver conjuga-se assim: eu hei, tu hás, ele há, nós havemos, vós haveis, eles hão. A letra v só aparece nas pessoas nós e vós. Portanto, o verbo reaver, no presente do indicativo, só possui essas formas (nós reavemos, vós reaveis).

Tudo Sobre Verbos

Cuidados ortográficos com verbos:

  1. Os verbos terminados em uir (influir, diminuir, instruir, etc.) conservam o i na terceira pessoa do singular: ele influi, ele diminui, ele instrui.

 

  1. Se acrescentarmos o sufixo izar a alguns substantivos e adjetivos, formaremos um verbo que vai conservar a letra z (canalizar, colonizar, utilizar, catequizar, etc.). Em verbos como alisar, pesquisar, analisar improvisar paralisar e outros, o s se mantém porque faz parte do radical.

 

  1. Existem em nossa língua verbos terminados em iar (avaliar, silenciar, negociar, premiar, etc.) e verbos terminados em ear (nomear, passear pentear, etc.), mas não existem verbos terminados em eiar. Os verbos derivados de palavras como feio, receio, estreia, freio e outros têm, no infinitivo, as formas enfear, recear, estrear e frear e, no particípio, as formas enfeado, receado, estreado e freado. É preciso ter cuidado para não inserir, nessas formas e nas formas derivadas, um i indesejável. Portanto, diga receoso, refreável e não receioso ou refreiável.

Tudo Sobre Verbos

    COMPLETE AS FRASES COM OS VERBOS SOLICITADOS.

  1. Se ela ____________ e eu a __________, darei o recado. (vir e ver)
  2. Se eles_________________ boas relações e se _____________ de promover desordens, nós lhes perdoaremos. (manter e abster-se)
  3. As crianças se _________________ toda a tarde na piscina. (entreter-se – pret. perf.)
  4. Ele _______________ na discussão. Eu me ______________ . (intervir e abster-se – pret.perf.)
  5. Se eu ___________, será porque eles se ___________ . (intervir e opor-se)
  6. Se elas se _____________ , tratarei de convencê-las. Quanto a ti, não __________ a carta por enquanto. (opor e enviar – imperativo)
  7. Quando eles se _____________ do susto, discutiremos a questão. (refazer)
  8. Se eles se _____________ do susto, discutiríamos a questão. (refazer)
  9. Eu não __________ a desonestidade, nem __________ com ladrões: __________ por vê-los na cadeia. (premiar, negociar e ansiar – pres. do ind.)
  10. É preciso que tu ____________ a solução, e depois me ___________ . (descobrir e instruir)
  11. Convém que tu ___________ o pedido, a fim de que ela não ___________ a responsabilidade. (aceitar e transferir)
  12. Não _______ eu que _________ o anel. Tu o ___________. (ser, roubar e fazer – pret. perf.)
  13. Ontem nós __________ reclamar. Hoje _________ pedir desculpas. (vir)
  14. Eu ___________ a roupa, __________ a casa, __________ a nossa vida. (enxaguar, mobiliar e curtir – pres. do indicativo)
  15. É possível que a caminhonete __________ na garagem, mas não te __________, não ________ da realidade. Ela é muito cara. (caber, iludir e fugir)
  16. Sei que não _________ grande coisa, mas não _________ esforços para te fazer feliz. (valer e medir – pres do indicativo)
  17. Eu me ___________ quando _________ e _________ muito. (descobrir, dormir e tossir – pres do indicativo)
  18. É preciso que _________ melhor e ____________ a decisão. (refletir e transferir)
  19. A proposta que ouvimos ontem já _______ discutida antes. (ser)
  20. Não te ___________. Convém que se _____________ os fatos. (precipitar e averiguar)
  21. Quando nós éramos crianças, ____________ cedo e _________ para a escola. _____________ na roça. (sair, ir e morar)
  22. _______________, ofenderam-se mutuamente. Eu não ____________ . Não sei por que tu ______________ . (desavir-se e intervir – pret. perf.)
  23. Não ___________ o impossível. __________ . Fique feliz se ___________ o que perdeu. (querer, conformar-se e reaver)
  24. Se ___________ contratempos, não ____________ . Continua lutando. (sobrevir – futuro do subjuntivo e desistir – imperativo)
  25. Canções novas ___________ o encanto do passado. Se as ____________, poderíamos voltar à vida boêmia. (reconstruir – pres. do indicativo e compor)
  26. Não _________ que a briga fosse tão séria. Se __________ . será para conciliar. (supor – pret. imp. do indicativo e intervir)

27_________ bruscamente e saiu antes que alguém o _____________. (frear – pret. perf. e reter – pret. imperf. do subjuntivo)

  1. Se tu me _____________ , contarei tudo. Nunca me _________ de artifícios escusos. (contradizer, fut. do subjuntivo e valer – pres. do indicativo)

29.___________ que recusaram minha proposta. Não me abalei. Ela já _______ recusada antes. (saber – pret. perf. e ser)

  1. Faço o que posso: ____________ problemas, ____________ negócios. (remediar e intermediar)
  2. Quando éramos jovens, _____________ todos os dias na piscina do clube. Meu pai já ___________ isso uma vez, antes de uma competição importante. (nadar e fazer)
  3. Quis beijá-la de novo. Não pude; ela _______________ . (adormecer)
  4. Quando os aviões chegaram, era tarde: o submarino já ___________. (submergir)
  5. Quando chegamos, eles já tinham ______________ o fogo, que, por sinal, ficou ___________ durante toda a noite. (acender)

Tudo Sobre Verbos

Respostas:  

  1. vier e vir; 2. mantiverem e abstiverem; 3. entretiveram; 4. Interveio e abstive; 5. intervier e opuseram; 6. opuserem e envies; 7. refizerem; 8. refizessem; 9. premio, negocio e anseio; 10. descubras e instruas; 11. aceites e transfira; 12. fui, roubei e fizeste; 13. viemos e vimos; 14. enxáguo, mobílio e curto; 15. caiba, iludas e fujas; 16. valho e meço; 17. descubro, durmo e tusso; 18. reflitas e transfiras; 19. fora; 20. precipites e averiguem; 21. saíamos, íamos e Morávamos; 22. Desavieram-se, intervim e intervieste; 23. queira, conforme-se e reouver; 24. sobrevierem e desistas ; 25. reconstroem e compuséssemos; 26. supúnhamos e interviermos; 27. Freou e retivesse; 28. contradisseres e valho; 29. Soube e fora ou tinha sido; 30. remedeio e intermedeio; 31. nadávamos e fizera ou tinha feito; 32. adormecera ou tinha adormecido; 33. submergira ou tinha submergido; 34. acendido e aceso.

 

960x171-anuncio-blog-genio

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.