Livro de Teoria e Exercícios com Gabarito de Matemática

Ciências Humanas e suas Tecnologias

Diferenças, características e causas dos movimentos sociais

Diferenças, características e causas dos movimentos sociais

Movimentos sociais são grupos que se mobilizam por uma causa. Ele é um dos temas mais polêmicos nas provas do Enem e, por isso, você precisa estudar. Aqui encontrará as suas diferenças, características e causas.

movimentos sociais

movimentos sociais

Há vários anos que os movimentos sociais fazem parte da sociedade e trazem grandes agitações. É comum encontrar alguns grupos insatisfeitos com a realidade do seu ambiente.

Desse modo, eles se juntam formando um grupo em prol de uma causa em que acham ser justa. Esse grupo passa a ter certo número de adeptos tendo um líder à frente.

Você também já deve ter notado que novos movimentos sociais surgiram. Isso aconteceu a partir do final do século XX. Veio proveniente da transformação cultural, mas eles se distinguem dos movimentos tradicionais.

Se você deseja saber os tipos de movimentos sociais e o que são, clique aqui. Escrevemos um conteúdo especifico para esse assunto.

Agora, leia abaixo as diferenças, características e causas dos movimentos sociais, mas não deixe de se aprofundar em casa ou cursinho a fim de obter mais detalhes.

Acesse também o nosso conteúdo sobre tipos de movimentos sociais e o que são. Clique aqui e confira!

Visite estas categorias…

Diferenças dos movimentos sociais

Eis abaixo algumas diferenças dos movimentos sociais em vários contextos. Muitas vezes, por desconhecer, acabamos associando certos padrões da sociedade com os movimentos sociais e é um erro. Aprenda, de fato, quais são essas diferenças para se dar bem nas provas Enem.

  • Movimentos sociais são diferentes de instituições

Em primeiro lugar, as instituições sociais são elementos relativamente permanentes e estáveis ​​de uma cultura, enquanto que os movimentos sociais têm uma vida incerta.

O casamento é uma instituição social permanente, mas a vida do movimento de planejamento familiar não é certa.

Em segundo lugar, as instituições possuem status institucional. Eles são considerados como aspectos necessários e valiosos da cultura. Um movimento social não possui status institucional. Algumas pessoas são indiferentes ou até hostis a ela.

  • Movimentos sociais são diferentes de associações

Em primeiro lugar, uma associação é um grupo organizado, enquanto que alguns movimentos sociais podem estar totalmente desorganizados.

Em segundo lugar, uma associação possui o comportamento habitual da sociedade, enquanto que o movimento social está preocupado com alguma mudança nas normas de comportamento.

Características dos movimentos sociais

Agora que você já descobriu algumas diferenças dos movimentos sociais, vamos para a parte das características. Elas são fundamentais para você identificar o que é um grupo ou movimento social. Veja a seguir!

As características se apresentam como:

  • É um esforço por um grupo
  • Seu objetivo é trazer ou resistir a uma mudança na sociedade
  • Pode ser organizado ou desorganizado
  • Pode ser pacífico ou violento
  • Sua vida não é certa. Pode continuar por um longo período ou pode morrer em breve

Causas dos movimentos sociais

Os movimentos sociais não acontecem por acaso. É a agitação social que origina um movimento social.

A agitação social pode ser causada pelos seguintes fatores:

1 – Impulso cultural

A sociedade está passando por constantes mudanças. Os valores e o comportamento estão mudando em todas as sociedades civilizadas. No decurso da deriva cultural, a maioria das pessoas desenvolve novas ideias.

Para que essas ideias atuem na sociedade, organiza-se um movimento. Exemplos de impulsos culturais são:

  • O desenvolvimento de uma sociedade democrática
  • A emancipação das mulheres
  • A disseminação da educação de massa
  • A remoção da intocabilidade
  • A igualdade de oportunidades para ambos os sexos
  • O crescimento do secularismo

2 – Desordem social

Uma sociedade em mutação é até certo ponto desorganizada porque as mudanças em diferentes partes da sociedade não ocorrem simultaneamente.

Uma parte muda mais rapidamente do que a outra produzindo numerosos atrasos. A industrialização trouxe a urbanização que, por sua vez, causou numerosos problemas sociais.

A desorganização social traz confusão e incerteza porque as antigas tradições já não formam um guia confiável de comportamento. Os indivíduos ficam sem raiz. Eles se sentem isolados da sociedade.

Um sentimento desenvolve que os líderes da comunidade são indiferentes às suas necessidades. Os indivíduos se sentem inseguros, confusos e frustrados. Confusão e frustração produzem movimentos sociais.

3 – Injustiça social

Quando um grupo de pessoas sente que a injustiça foi feita, ficam frustrados e alienados. Esse sentimento de injustiça proporciona solo fértil para movimentos sociais.

O sentimento de injustiça social não se limita aos miseráveis ​​pobres. Qualquer grupo, em qualquer nível de status, pode vir a se sentir vítima de injustiça social.

Uma classe rica pode sentir uma sensação de injustiça quando confrontada com a Lei do teto da propriedade urbana ou impostos elevados destinados a beneficiar os pobres.

A injustiça social é um julgamento de valor subjetivo. Um sistema social é injusto quando é percebido pelos seus membros.

Assim, os movimentos sociais surgem sempre que as condições sociais são favoráveis. Pode-se notar que, em uma sociedade estável e bem integrada, há poucos movimentos sociais. Em tal sociedade, há muito poucas tensões sociais ou grupos alienados.

As pessoas estão satisfeitas. Mas em uma sociedade em mudança e continuamente desorganizada, as pessoas sofrem de tensões. Eles não estão totalmente satisfeitos.

Em tal sociedade, eles percebem a injustiça social e ficam insatisfeitos. É insatisfeito quem constrói movimentos sociais. A sociedade moderna está mais afligida por eles.

Pessoas com tendência a fazer parte do movimento social

As pessoas que são mais suscetíveis aos movimentos sociais:

  • Aquelas que se mudam constantemente e tem pouca chance de se integrar à vida na comunidade,
  • Não são totalmente aceitos e integrados no grupo e denominam-se marginais
  • Isolados da comunidade
  • Ameaçados pela insegurança econômica e perda de status social
  • Livre de responsabilidades familiares ou estão afastados de suas famílias

Assim, as pessoas que são sem-teto e desajustados da sociedade tornam-se os defensores dos movimentos em massa. Também se pode notar que algumas pessoas se juntam a eles por razões não relacionadas aos objetivos do movimento.

Alguns podem juntar-se primeiro para preencher seus momentos de lazer, ou podem ser atraídos pessoalmente por alguns de seus membros.

Ou, eles podem se juntar para obter um escritório no movimento com o desejo de obter prestígio ou exercer o poder, em vez de promover os objetivos do movimento.

Pode novamente ser enfatizado que, a menos que haja um descontentamento social profundo e generalizado, os movimentos sociais não se originarão e se desenvolverão.

Comente algo que mais lhe chamou atenção. Compartilhe, se assim desejar.

960x171-anuncio-blog-genio
Loading Facebook Comments ...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.