468×60

Livro de Teoria e Exercícios com Gabarito de Matemática

Informações da Prova

É possível calcular a nota do Enem?

calcular a nota do enem

A nota do Enem é calculada conforme o desempenho do candidato ao responder cada questão. A TRI valoriza o nível de resposta do candidato e não o número de acertos ou erros.

Você já se perguntou se é possível calcular a nota do Enem? Muitos candidatos, inclusive, você, prevê o quão ansioso ficará com o resultado da nota e, sem dúvida, irá se basear no gabarito publicado no site do Inep, não é mesmo?

Porém, de acordo com o regime de avaliação da banca examinadora do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio, o candidato é avaliado de acordo com seu desempenho e habilidade ao responder as questões.

De um modo geral, ele é testado conforme o que sabe, o conhecimento que adquiriu ao longo dos anos em que estudou e isso é refletido nas RESPOSTAS que ele assinala. Até mesmo um chute que ele faz, é acionado pela TRI interferindo no resultado de sua nota.

A TRI consegue prever se foi um chute ou não e, consequentemente, ao calcular a nota do Enem, isso será notado como base de cálculo.

Sendo assim, não adianta fazer a contagem pela quantidade de acertos e erros. Embora você possa estar ansioso pelo resultado, não dá para confiar na contagem pelo gabarito.

Será necessário esperar pelo resultado final fornecido pelo próprio Inep no prazo estabelecido que, geralmente, é no início do ano posterior à prova.

TRI é o instrumento para calcular a nota do Enem

A TRI significa Teoria de Resposta ao Item, esta é uma modalidade para calcular a nota do Enem atribuindo uma pontuação ao candidato que se submete a esse exame. Ela é usada nas provas do Enem e também para adquirir a certificação de proficiência em inglês TOEFL.

Sua criação datada em 1950 foi idealizada e iniciada pelos Estados Unidos que considera o candidato como um ser único e com competência diferenciada dos demais, ou seja, a medida é feita de acordo com o seu grau de proficiência, individualmente.

A sua concentração está focada na “resposta ao item” e não, meramente, ao item ou ao número em que os candidatos acertam ou erram nessas questões. Desse modo, é possível avaliar a sua competência em determinado assunto. É como se ela perguntasse: “Como foi que ele chegou a essa resposta?”

Também ao calcular a nota do Enem, a TRI leva em conta a comparação entre um candidato e outro resultando em uma média conjunta e não individualizada para um grupo específico.

A essa competência será possível afirmar a não valorização de certos grupos inteligentes de uma área de conhecimento, mas nivela a todos de acordo com uma média geral e hierárquica.

Por exemplo, digamos que haja certo grupo de “experts” em matemática. Então, a TRI não avalia a proficiência do grupo de matemática que a domina, pois seria injusto pegar apenas esse grupo. Se fosse assim, a média seria apenas dos “experts” desconsiderando os menos “experts”, entendeu?

Ela tanto compara aquele que é “expert” em matemática quanto aquele que não é tão bom nessa área. Assim, há coerência em atribuir uma nota a partir de comparação com outro candidato que não se encontra no mesmo nível alto de intelecto, mas iguala a todos para que, na verdade, exista uma nota merecida.

É por isso que a nota é precisa, digna de cada um, sem desmerecer nenhum grau de intelecto.  Todos são submetidos a uma nota, até mesmo quem erra uma questão, esta não é eliminada ou zerada, apenas é atribuída uma nota inferior.

Tanto as questões que você acerta como as que você erra são válidas e pontuadas. Se você acerta uma questão fácil, a TRI vai te atribuir uma nota conforme o nível da sua resposta à aquele item. Ela consegue afirmar se você assinalou essa questão, que é certa, porque realmente teve conhecimento daquele assunto.

Por essa razão, não adianta comparar a sua nota com outro candidato, pois cada resultado é diferenciado baseado na capacidade de resposta de cada um.

E nem mesmo usar como base o gabarito para ter uma nota, a não ser que tenha acertado todas as questões, pois assim não restam dúvidas de que tenha sido aprovado. Pode ser mais difícil acertar todas as questões, mas é provável de acontecer!

Características da TRI – Teoria de Resposta ao Item

  • Suporte que elabora e corrige as provas do Enem desde 2010
  • O conhecimento de cada candidato é avaliado de forma precisa. Quanto maior a qualidade da pergunta, mais precisa será o nível de competência/conhecimento do candidato
  • Níveis de conhecimentos diferentes são medidos para elaborar as perguntas, ou seja, em fáceis, médias e difíceis
  • Esses itens/questões elaboradas precisam ser capazes de separar aqueles que sabem do conteúdo com aqueles que chutam aleatoriamente (por sorte mesmo…rsrs)
  • Cada item utiliza três parâmetros: acerto casual, discriminação do item e grau de dificuldade

Futuramente, o uso da TRI nas provas do Enem poderão ser aplicadas como testes computacionais, ou seja, realizadas diretamente pelo computador. Ao responder uma questão fácil, se ele acertar, sobe de nível. Se ele errar, terá que passar por outra pergunta fácil até que se atinja uma pergunta difícil.

Dessa forma, ao calcular a nota do Enem você terá um resultado mais rápido, tecnológico e totalmente moderno.

Você leu a respeito da TRI – Teoria de Resposta ao Item e pôde observar quanta seriedade há nessas provas do Enem tanto na elaboração das perguntas como nas alternativas de múltipla escolha. Assim, o candidato fica conscientemente a par do seu nível de competência e habilidade que adquiriu ao longo dos seus esforços em estudar.

Caso você queira saber mais informações e detalhes da TRI, aqui no blog Gênio do Enem nós escrevemos um post, especificamente, abordando tal assunto. Acesse TRI Enem – O que é e como funciona? Leia que você vai tirar muitas dúvidas de tudo que está relacionado para calcular a nota do Enem de forma consistente e fidedigna.

Como será o Enem no futuro?

Calcular a nota do Enem será ainda melhor conforme a evolução desses exames aplicados hoje mediante a TRI. Na verdade, eles estão em formato de teste para o que virá!

A grande novidade é que esses exames, que são feitos pelo Brasil todo e com milhões de candidatos, possam ser em nível computacional, retirando assim as provas escritas. Como assim? Veja abaixo como será o Enem no futuro de acordo com Rubem Klein, pós-doutor em estatística.

  • As provas do Enem serão feitas por computador. Os candidatos poderão marcar a data em que farão os testes e receberão um login e uma senha.
  • O candidato responde a primeira questão. Se acertar, o computador escolhe uma mais difícil. Se errar, recebe outra mais fácil. Se acertar, o nível de dificuldade da próxima questão aumenta novamente.
  • Cada prova será adaptada ao nível de conhecimento dos candidatos, avaliando as habilidades de cada um. Para isso, o sistema precisa de um variado e numeroso banco de questões.
  • A prova termina quando o computador “percebe” que o nível de conhecimento do candidato já foi devidamente avaliado.

Como visto, esse futuro das provas do Enem descrito acima está mais perto do que se imagina. A tecnologia digital e virtual permitirá maior rapidez, agilidade, comodidade e modernidade para que tanto as provas, o Inep como os candidatos possam se beneficiar em todos os aspectos.

Coerência dos candidatos ao escolher as questões

Como você leu anteriormente, ao calcular a nota do Enem, o Inep considera a coerência nas respostas do candidato e não o seu número de acertos ou erros. Mas o que isso significa? O que é usar de coerências nas respostas pelas quais você assinalou? Veja abaixo!

Usar de coerência nas respostas é compreender que uma questão pela qual se exige um nível fácil de entendimento, esse candidato possa acertar. E, conforme aumenta a dificuldade das perguntas, o candidato possa acompanhar o mesmo nível.

Então, se a questão exige um fácil entendimento, supõe-se que o candidato acerte a questão. E se ele errar? Acredita-se que se ele errar, não será capaz de acertar uma outra questão com um nível intelectual mais avançado. Isso é usar de coerência! Só acerto uma questão difícil, se acertar uma fácil ou mediana.

Mas e a nota? Ela é zerada quando eu erro uma fácil e acerto uma difícil? Não!

Essa nota que você errou sendo de fácil entendimento na questão é apenas atribuída com uma pontuação menor que se tivesse acertado em ambas as perguntas – fácil e difícil.

Dessa forma, será possível identificar em que nível esse candidato está no quesito de conhecimento e habilidade. Assim, cada candidato é avaliado de acordo com a capacidade intelectual que possui. Não há faz de conta, não há máscaras ou fingir que a nota se resume na qualidade do seu entendimento.

Segundo a guia do candidato Enem, está descrito assim:

“Considerando que o cálculo das notas de acordo com a TRI exige um conhecimento avançado de estatística e a utilização de recurso computacional, com o objetivo de ter a máxima confiança nos resultados, os cálculos são realizados de forma independente por três grupos distintos de especialistas, todos profissionais com larga experiência na área e com formação em estatística, matemática e/ou psicometria. Esse procedimento de tripla conferência garante a qualidade dos resultados do Enem…”

E ainda acrescenta que há, pelo menos, 6 etapas a serem seguidas, as quais dentre elas estão 3 equipes que conferem as provas do Enem, a fim de que chegue ao resultado final dando legitimidade e a máxima confiabilidade aos envolvidos e na nota de cada candidato.

Para saber mais informações e detalhes de como é calcular a nota do Enem e outros assuntos, acesse a Guia do Candidato Enem e fique por dentro de tudo!

Curso online de Matemática para o Enem

Como você observou anteriormente, é de total importância estar atento a responder de maneira coerente todas as questões nos diferentes campos de conhecimento. E queremos te ajudar, caso tenha dificuldade na área de matemática, apresentando um dos cursos mais expressivos do país, com alto poder de pontuação!

O nome desse curso se chama Gênio da Matemática! Ele te fará obter a melhor nota na disciplina de matemática, a qual é uma das mais fracas e menores frente às demais, nas provas do Enem. Você sabia disso?  Por isso, temos um curso online especificamente para o Enem ou caso queira complementar seu estudo para algum concurso público em vista.

Com esse cursinho online, você aprenderá de maneira simples, dinâmica, poderá estudar no conforto de seu lar, no horário que lhe for mais conveniente, com aulas interativas e ser acompanhado nessa trajetória com um dos professores mais capacitados nessa área, o professor Régis Cortês.

Além de tudo isso, você ainda ganha 2 cursos de bônus, um de Química e o outro de Física para acrescentar conteúdo em seu arsenal de conhecimento. Por isso, faça parte adquirindo esse cursinho online com o melhor preços de mercado e com toda a qualidade que você precisa e merece!

Caso queira conhecer mais detalhes desse curso do Gênio da Matemática, então, acesse o site oficial e faça a sua inscrição agora mesmo! Você será muito bem-vindo juntamente com aqueles que estão na busca de alcançar o topo da pontuação elevada no Enem no quesito de matemática. Adquira já!

Bem, você chegou ao final desse post sobre como calcular a nota do Enem e, se você quiser fazer um curso online para Enem, certamente, irá garantir maior capacitação e alta performance em seus estudos.

Então, Gênio do Enem deseja muito sucesso e êxito nas provas que já estão às portas, não é mesmo? Confie em sua capacidade e descubra o tanto que é capaz de atingir os seus sonhos!

Se quiser compartilhar esse post para seus amigos também descobrirem como é calcular a nota do Enem, então, fique à vontade! Também caso queira deixar um comentário abaixo, não hesite em fazê-lo, sempre apreciamos a partilha de conhecimento. Se tiver dúvidas, entre em contato também!

Você pode também curtir a nossa fanpage, o Gênio da Matemática! Faça parte da página Gênio da Matemática com dicas, técnicas, estratégias para aprender qualquer assunto dessa área. Curta e nos acompanhe!

960x171-anuncio-blog-genio

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.