Livro de Teoria e Exercícios com Gabarito de Matemática

Técnicas e dicas de estudo

Como estimular o cérebro e ficar mais inteligente

Quer saber como estimular o cérebro e ficar mais inteligente com simples aplicações no dia a dia? Então, leia esse post o mais rápido possível!

Como estimular o cérebro e ficar mais inteligente

Como estimular o cérebro e ficar mais inteligente

Muitos candidatos para o Enem ou qualquer exame que se submetem desejam saber como ser inteligente nos estudos. Talvez, você seja um, não é mesmo? Você pode estar curioso em como estimular o cérebro e ficar mais inteligente.

Você sabia que atitudes simples no dia a dia como dormir 8h pode fazer de você uma pessoa mais focada e, consequentemente, mais inteligente? Comer certos alimentos também podem te ajudar a turbinar o seu cérebro.

Além desses, há muitas outras maneiras de como estimular o cérebro e ficar mais inteligente para realizar qualquer prova difícil. Até mesmo um exame de vestibular, provas de concursos públicos ou o Enem que é tão concorrido a cada ano.

Aqui abaixo estará algumas práticas para você seguir que te ajudará a ter um cérebro mais atento, esperto e que melhorará a sua aprendizagem ao estudar. Descubra agora!

Leia também…

Como estimular o cérebro e ficar mais inteligente – 6 práticas simples!

Está preparado para saber como estimular o cérebro e ficar mais inteligente? Aplique estas 3 práticas simples e se dê bem no Enem!

1 – Beba pelo menos oito copos de água por dia

Você provavelmente pensa que beber bastante água não é importante. No entanto, estudos mostram que até 75% das pessoas estão em estado de desidratação crônica.

A desidratação é ruim para o seu cérebro – e isso irá refletir em suas notas do Enem também.

Os pesquisadores da Universidade de East London descobriram que o poder de processamento mental geral do seu cérebro diminui quando você está desidratado (Edmonds, C. 2013).

Pesquisas adicionais mostraram que a desidratação também faz com que a massa cinzenta em seu cérebro encolha fazendo com que demore bastante para lembrar de alguma coisa.

Qual a solução simples?

Beba pelo menos oito copos de água por dia. Leve com você uma garrafa de água por onde quer que vá e tome água antes de começar a sentir sede.

Se você estiver fazendo uma prova ou o Enem, leve uma garrafa de água com você. A cada 40 minutos, beba um pouco de água.

Isso irá ajudá-lo a se manter hidratado e melhorará o desempenho no seu exame. Além disso, também funcionará como uma pequena pausa para revigorar a sua mente.

2 – Faça exercícios pelo menos 3x por semana

O exercício é bom para o seu corpo. Também é muito bom para o seu cérebro. Vários estudos mostraram que o exercício…

  • Melhora a sua memória
  • Melhora a sua função cerebral
  • Reduz o nível de depressão
  • Ajuda a prevenir doenças como diabetes, câncer e osteoporose
  • Melhora a qualidade do seu sono
  • Reduz o estresse
  • Melhora seu humor

O exercício é um estímulo milagroso para aumentar a sua performance nos estudos e em todos os aspectos de sua vida!

Então, para estudar mais inteligentemente, faça exercícios pelo menos 3x por semana durante 30 a 45 minutos. Você se sentirá mais saudável e enérgico, e também se lembrará das informações, de tudo que estudou.

3 – Durma pelo menos 8h por dia

Muitos alunos pensam que dormir é um luxo para quem vai fazer a prova do Enem. Quantos deles você conhece que dormem pouco? Centenas, não é mesmo? Dormir não é uma máxima prioridade para quem está estudando.

Mas o que a pesquisa tem a dizer sobre o sono?

A pesquisa mostra que se você dormir o suficiente, estará mais focado, aprenderá mais rápido e sua memória irá melhorar. Você também lidará com o estresse de forma mais eficaz.

Essa é uma receita para obter excelentes notas nas provas do Enem, vestibulares ou concursos públicos.

Então, durma pelo menos 8h por dia! Dessa forma, suas sessões de estudo serão mais produtivas e você não precisará gastar tanto tempo nos livros.

Além disso, o especialista em sono Dan Taylor diz que aprender o material mais difícil imediatamente antes de ir para a cama torna mais fácil lembrar no dia seguinte. Então, sempre que possível, organize sua agenda de modo que você estude o tópico mais difícil antes de dormir.

received_1035368899927781-1-768x384-2

4 – Coma mirtilos

Os mirtilos são ricos em flavanóides, que fortalecem as conexões no cérebro e estimulam a regeneração das células cerebrais.

Pesquisadores da Universidade de Reading descobriram que comer mirtilos melhora tanto a curto quanto em longo prazo a memória (Whyte, A. & Williams, C. 2014). Os mirtilos também podem ajudar a prevenir doenças degenerativas como a doença de Alzheimer.

5 – Coma ovos e frangos

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Boston realizou um estudo de longo prazo em 1.400 adultos em 10 anos. Eles descobriram que os participantes que tiveram dietas altas em colina tiveram melhor desempenho em testes de memória.

A colina é o precursor da acetilcolina, o que é essencial para a formação de novas memórias.

Quais alimentos são altos em colina?

  • Frango e ovos (a gema de ovo contém 90% da colina total no ovo).

Caso você fique preocupado com o alto índice de colesterol encontrado nas gemas, pode respirar fundo e ter um suspiro de alívio. Estudos recentes mostram que os ovos – incluindo a gema – são um alimento saudável para quase todo o bom funcionamento do corpo.

E se você é vegetariano, existem alternativas para obter colina na sua dieta, tais como:

  • Lentilhas
  • Sementes de girassol
  • Sementes de abóbora
  • Amêndoas
  • Repolho
  • Couve-flor
  • Brócolis

6 – Inclua ácidos graxos ômega-3 em sua alimentação

Os ácidos graxos ômega-3 são eficazes para a boa função cerebral. Um experimento (Yehuda, S. 2005) também descobriu que tomar uma combinação de ácidos graxos ômega-3 e omega-6 reduzem a ansiedade no teste em estudantes e melhoram a concentração mental.

Os ácidos gordos Omega-3 estão ligados à prevenção de diversas enfermidades, as quais são:

  • Hipertensão arterial, doenças cardíacas, diabetes, artrite, osteoporose, depressão, transtorno de déficit de atenção / hiperatividade (TDAH), demência, doença de Alzheimer, asma, câncer colorretal e câncer de próstata.

Que tal? Gostou de saber dessas 6 práticas simples em seu dia a dia para melhorar o seu cérebro? Qual achou mais interessante? Comente!

Ajude a divulgar esses dados e informações para que mais e mais pessoas saibam em como ficar inteligente rápido e ter uma mente mais focada!

960x171-anuncio-blog-genio
Loading Facebook Comments ...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.