Livro de Teoria e Exercícios com Gabarito de Matemática

Aulas de Português

Dicas rápidas de português para gabaritar nas questões!

Nem todo estudante possui interesse em aprender mais ainda a língua portuguesa embora a maioria dos exames exigem um bom conhecimento nessa disciplina. E se você pretende fazer o Enem, então, deve conhecer como ela funciona.

E se você quer alcançar aprovação no Enem ou vestibular é imprescindível que saiba além do básico, principalmente, a interpretação de diferentes tipos de textos. E uma das formas é fazer uma boa leitura e estudar gramática.

Talvez, você tenha uma pequena dificuldade ou se encontre com muita, mas o primeiro passo é começar pelo básico de português e, depois, ir avançando.

Caso queira algumas orientações, então, clique em Linguagens, Códigos e suas tecnologias e receba dicas e informações. E para ajudá-lo de forma específica para o preparo Enem, clique em Curso Gênio da Matemática e conheça o método que mais aprova!

Por isso, aqui você terá dicas rápidas de português para não errar mais aquelas questões que tanto causa um nó na cabeça. Então, veja a seguir e tire as suas dúvidas!

Dicas rápidas de Português!

Confira as dicas rápidas de português que o blog Gênio do Enem preparou para você!

1 – Diferenças entre por hora e por ora!

  • Por hora é o mesmo que a cada hora. Então, exemplificando, fica assim:

– Este dentista atende apenas dois pacientes por hora

  • Por ora é o mesmo que por enquanto. Então, exemplificando, fica assim:

– Por ora não faremos nenhuma alteração nesse processo

2 – Plural de Gel

Tanto pode ser geles como géis conforme exemplo a seguir:

  • Temos vários tipos de geles
  • Temos vários tipos de géis

3 – Quando usar traz e trás?

  • Traz – conjugação do verbo trazer de acordo com o exemplo abaixo:

– Ele traz o livro sempre para a escola

  • Trás – advérbio de lugar que tem o mesmo sentido de atrás de acordo com o exemplo abaixo:

– Eu olhei para trás

4 – Em princípio X A princípio – Dúvidas?

  • Em princípio quer dizer o mesmo que em tese, teoricamente. Então, veja a seguir o exemplo de como empregar:

– Em princípio, todo cidadão é igual perante a lei

  • A princípio quer dizer o mesmo que no início, no começo, inicialmente. Então, veja a seguir o exemplo de como empregar:

– A princípio, decidi estudar todos os dias, mas não consegui

5 – Onde, aonde e donde – Aprenda!

Onde deve ser usado quando não há ideia de movimento conforme exemplo abaixo:

– Não sei onde te encontrar

Aonde deve ser usado quando há ideia de movimento conforme exemplo abaixo:

– Aonde você vai?

Donde deve ser usado quando representa de que lugar vem (de + onde) conforme exemplo abaixo:

– Donde você vem?

6 – Todo dia/ Todo o dia

  • Todo dia – significa diariamente, todos os dias

– Todo dia ela faz tudo sempre igual

  • Todo o dia – significa o dia inteiro

– O aluno estudou português todo o dia

7 – Particípio de chegar é chegado!

Exemplo: Ela havia chegado cedo!

8 – Encontros vocálicos

Os encontros vocálicos são o agrupamento de vogais e semivogais. Assim, há três tipos deles:

1 – Hiato – é o agrupamento de suas vogais, cada uma em uma sílaba diferente. Exemplo: Lu-a-na; a-fi-a-do; pi-a-da

2 – Ditongo – é o agrupamento de uma vogal e uma semivogal, em uma mesma sílaba. Quando a vogal estiver antes da semivogal, chamaremos de ditongo decrescente. E, quando, a vogal estiver depois da semivogal, de ditongo crescente. Exemplo: Cai-xa; sa-bão; noi-te

3 – Tritongo – é o agrupamento de uma vogal e duas semivogais. Também pode ser oral ou nasal. Exemplo: En-xa-guou (semivogal + vogal + semivogal)

9 – Fui X Foi – Diferenças!

Fui = Eu

Foi = Ele, ela, você

  • Fui é a forma correta de conjugação do verbo ser (ou do verbo ir) na 1ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo. Exemplo: Fui eu/ Não fui eu.
  • Foi é a forma conjugada do verbo ser na 3ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo. Exemplo: Não foi ela/ Foi você

10 – Uso da vírgula antes do “E”

1- Quando há polissíndeto (repetição proposital de conjunções)

– As ondas vão e vêm, e vão, e são como o tempo

2 – Para dar ênfase ao elemento seguinte

– Ele não pagou a conta, e ainda reclamou da comida

3 – Quando o “e” tem valor semântico de “mas”

– A redação estava ótima, e não teve boa nota

4 – Na separação de orações coordenadas com sujeitos distintos

– O texto foi muito bem escrito, e a professora parabenizou o aluno

E, então? Gostou dessas dicas rápidas de português? Comente e compartilhe!

960x171-anuncio-blog-genio

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.